28 março, 2017

Sair de casa.

Sair de casa com um carrinho de gémeos é uma atração.
Parecemos uma coisa estranha... é giro os olhares, os comentários e as conversas que acabamos por ter à conta de termos 2 bebés pequenos.
Somos principalmente abordados por pais e avós de gémeos, ou por pessoas que sejam gémeas!
Mas não é isso que me faz escrever este post. Este post é sobre sair de casa com as gémeas, mas SOZINHA!!

Sim. É possível. Com um mês eu saí de casa com elas sozinha. Não é fácil pensar no assunto, porque é muita logística - principalmente para quem nunca foi mãe, como eu!
Montar o carrinho (neste caso o meu com os adaptadores diferentes - ver AQUI), por as miúdas nos ovos, arranjá-las, preparar o saco das fraldas, e mentalizarmo-nos para o põe-tira ovinhos (se sairmos de carro), e ainda ter forças para ir fazer o que vamos de facto fazer à rua.

Tenho saido com elas, mas confesso que as vezes também o evito fazer: porque ainda são pequenas (e uma vez que fomos dar uma volta ao parque, apareceram constipadas no dia seguinte - coincidência?), e por todo o trabalho que dá.

Mas devo dizer que temos que resistir a esta preguicite!! Faz bem aos pais e aos filhos!! E como eu já disse, é mesmo giro ver a reacção das pessoas... dificilmente passamos despercebidos... Embora como o nosso carrinho é tão compacto, as pessoas às vezes só percebem que são gémeos depois de já estarem especadas a olhar!

Conselhos para sair de casa sozinha(o) com os bebés:
- sair nos intervalos dos biberões
- se for para consultas médicas, ter roupa fácil de vestir e despir
- ter sempre o saco de fraldas pronto
- fazer percursos curtos
- levar sempre o Aero-Om (nunca se sabe...)

Na verdade nunca mudei uma fralda fora de casa nestes passeios sozinha... elas adormecem com o balancear do carrinho, e passam quase o tempo todo a dormir, pelo que nem as tiro dos ovinhos/alcofa. Isto deve servir de reforço na vossa confiança... os bebés adormecem com o embalo, pelo que sair de casa com eles, é quase sempre uma boa opção!

Uma vez que ainda estamos no inverno, e estas bebés apanharam estes primeiros meses de vida de vento, frio e chuva, não tem sido sempre fácil ou sequer aconselhável sair.
Mas é possível!! Aventurem-se :)

Sair com companhia é melhor!! E assim já saímos varias vezes para jantar fora em restaurantes, casa de familiares e amigos.
No saco das fraldas é só acrescentar biberões esterilizados, pó do leite. Podem levar agua fervida no termo, ou pedir que vos arranjem água fervida no sítio para onde vão. Tudo se faz :)

Ainda não dormimos fora de casa com elas... mas vai estar para breve!! Ai ai... aí é que vai ser! Levar a casa atrás... enfim! Veremos :)

26 março, 2017

Fraldas

Sim.
Muita fralda se gasta cá em casa. Os números são verdadeiros... e sinceramente não percebo ainda porque há pessoas que dizem - Não faças stock de fraldas! Eles crescem rápido.
Stock digo que comprei cerca de 15 pacotes de fraldas entre o tamanho 0 e 1, ainda antes de elas nascerem. Posso dizer que não duraram um mês.
Atenção que as opiniões expressas em baixo são as de uma mãe de duas bebés com 2 meses e meio, e que só usou fraldas dos tamanhos 0,1 e 2 até ao momento!!

MARCAS
Na altura da gravidez comprei várias marcas para experimentar: Dodot Sensitive, Libero, Chicco, Continente, Jumbo e Pingo Doce.
Aos dois meses de vida das minhas bebés, posso dizer que as minhas fraldas preferidas são as da Dodot. Basta experimentar para perceber que são as melhores em qualidade: os elásticos, os fechos, a absorção, o toque... esqueçam!  Não encontram nada melhor. Felizmente as minhas filhas não fazem alergia a esta marca, que considero mesmo muito superior às restantes.
Nota 0 vai para as fraldas da marca Jumbo: esqueçam! Fecham mal, deixam os rabinhos húmidos, são finas... e também para a Chicco. Porquê? Acho que principalmente porque me desiludiu a marca... antes de engravidar pensava que a Chicco era o melhor que havia para bebé... Agora que tenho filhos, e começo a usar alguns produtos da marca, vejo que, na maioria das vezes, há produtos bem melhores de outras marcas.
Voltando às fraldas da Chicco, acho que não são nada de especial, ficando ao nível das fraldas Pingo Doce, Continente e Libero, que são fraldas boas. Pelo preço não compensam mesmo.
As fraldas Pingo Doce, Continente e Libero são boas. Usaria novamente estas marcas, caso não haja Dodot em promoção e eu precise de fraldas...

TAMANHOS
E sim, com gémeos comprei várias vezes fraldas tamanho 0. E sim, compensa. Compensa porque são mais baratas, e porque se ajustam mesmo bem ao tamanho deles.
Então é assim... as fraldas Dodot Sensitive organizam-se nos tamanhos:
T0 - até 3 kg
T1 - 2 a 5kg
T2 - 3 a 6kg
Até ao T3 eles consideram todas fraldas de Recém-Nascido. Isto porque cada bebé é um, e tem o seu tipo de corpo. Há sempre ali aquela margem de manobra entre os kg. Neste momento a minha M. pesa 3,5kg e usa as mesmas fraldas da irmã com 4,5kg, o T2. Claro que a M. usava o T1 à vontade, mas acabaram aqui em casa, e como apanhei óptimas promoções do T2, as duas estão a usar este tamanho.

QUANTAS FRALDAS SE GASTAM?
Sempre que comem, mudamos a fralda. Esse é o princípio. Assim, nos primeiros tempos eram 8 fraldas por dia, e agora seriam 6 a 7 fraldas por dia. Fora as vezes que elas fazem coco mesmo quando estamos a fechar a fralda nova....
Portanto, nesta fase cerca de 12/14 fraldas por dia... Querem mesmo fazer mais contas?

ONDE COMPRAR?
Resposta óbvia - onde estiverem em promoção. Aconselho a visitarem os sites dos diferentes hiper e supermercados regularmente - Jumbo, Continente, Pingo Doce, Lidl, E.Leclerc, etc.
Por várias vezes comprei também no site da Bebitus, onde se arranjam excelentes promoções (tenham só atenção aos valores dos portes!!).

21 março, 2017

Keep in Mind.

DORMIR É MEIO SUSTENTO.

Sim,... isto anda bonito!
Já me tornei adepta dos ditados populares e tudo!... Não é que estas meninas se recusem a comer na totalidade... elas comem, mas só e apenas o que lhes apetece. Depois é cá um fecha a boca... meu deus!!

Não comem como as bebés da idade delas, nem tão pouco o que vem na lata, nem o que está preconizado para o seu peso (ver aqui).

Comem aquilo que lhes apetece no momento, e azar para o resto! Nós já compramos 3 leites diferentes, e (quase) todos os biberões do mercado... Não há nada a fazer.
Elas não choram com fome, e andam genericamente felizes! Riem, já querem palrar, dormem, adoram o banho.
Comer deve ser só para sobreviver.

E como dormem muito... e dormem bem,... não deve ser nada... lá está, dormir é meio sustento!

Acho que é mesmo só a mãe que já vive com medo-pânico-terror da balança do centro de saúde...
Haja Deus!!

20 março, 2017

Produtos Pós-parto.

Isto tem muito que se lhe diga...
Se durante a gravidez falei dos produtos que usei anti-estrias (ver AQUI) hoje venho falar-vos dos produtos que estou a usar no Pós-Parto.

Felizmente, e fora umas pequenas marcas no peito, a minha barriga ficou intacta! Sem uma estria. Também para gravidez de gémeos, a chegar às 37 semanas, não fiz uma barriga grande.
Claro que a parte genética conta muito, mas também os cuidados que temos connosco são importantes. E eu que nunca usava creme de corpo (só o comecei a fazer na gravidez), agora já dou bastante valor, e acho que é um hábito que ganhei para a vida :)


Vamos começar:

1. Loção de Corpo Uplifted+, Dove Derma SPA (200ml) - 7,99€ - Ainda estava gravida quando vi este produto em promoção no continente... Pensei logo que qualquer coisa começada por "Uplifted" ia ser necessário depois da gravidez. Uma vez que vi o creme e o óleo em promoção, achei que era uma boa combinação, e que, se não prestasse, também não se perdia tudo. Como já referi, nunca usava cremes de corpo, e não faço ideia se os cremes da Dove são bons ou não, nem os sei comparar a outras marcas. 
Posso dizer que adorei este creme: tem um toque super sedoso, nada gorduroso, absorve bem, e tem um cheiro leve, muito agradável. Fiquei mesmo muito surpreendida com o toque do creme... não há dúvida que foi uma boa aposta. 
Costumo colocar após o banho no peito, barriga e ancas.

2.Óleo de Corpo Uplifted+, Dove Derma SPA (150ml) - 11,99€ - No seguimento do que foi dito em cima, uso este óleo após o banho, ainda antes de me secar com a toalha. Também às vezes coloco antes de me deitar, e adoro a textura!! Um excelente produto. O mesmo cheirinho do creme. Acho uma boa combinação. 
Uma vez que não estou habituada a usar estes produtos, se tiverem ideias de como o devo utilizar, estejam à vontade para dizer!

3. Cicalfate, Avéne  (100gr) - 13,99€ - Como sabem fiz uma Cesariana Electiva (ver aqui), pelo que tenho uma cicatriz bem no fundo da minha barriga. Já no passado quando fui operada a um quisto, tinha utilizado este creme na minha cicatriz do pescoço, e posso dizer-vos que ninguém dá pela minha cicatriz. 
Idealmente o creme deve ser colocado 2 vezes por dia, mas eu acabo por apenas colocar após o banho, com uma ligeira massagem. Coloco apenas por cima da cicatriz. Para já ainda tenho a cicatriz avermelhada, mas conto que vá melhorando com o tempo...
Aconselho este creme, até para os nossos bebés!!

4. Bepanthene Pomada Eritema da Fralda - 13€ - Por mais que eu goste do Cicalfate, a verdade é que me deixa a pele um pouco seca... quando a noto assim, coloco em vez do Cicalfate, este Bepanthene na zona da cicatriz. Tem uma textura muito suave, um pouco gordo, e faz uma barreira menos espessa que o cicalfate.
Também é excelente para as assaduras dos bebés (felizmente não tenho dessas preocupações), e para cuidar dos mamilos durante a amamentação.

(Os preços apresentados foram consultados no site do Continente, e Wells, uma vez que foi lá que comprei os produtos.)

Que produtos usam/usaram por aí?
Alguma dica milagrosa para melhorar a firmeza do peito?? Gostava muito....

Fed is Best.

Adoro este movimento.

Principalmente pelo que me aconteceu a mim também... Hoje há uma euforia à volta da amamentação. Nem 8, nem 80. Nos primeiros dias (até à subida do leite) penso que o ideal é a suplementação (seja com copinho, colher, seringa...) para evitar o mal estar do bebe, e a perda de peso desnecessária. Passei por isso é sei o que é... não me volta a acontecer...

Fica o site do movimento para que o conheçam e se possam defender no futuro (ou no presente).


Uma história chocante, mas verdadeira, fica aqui para que a possam conhecer: https://fedisbest.org/2017/02/given-just-one-bottle-still-alive/ 

Esta história choca-me pelo que eu passei... e nunca mais, podem crer! (ver AQUI e ver também AQUI)

"Landon was discharged at 64 hours (2.5 days) of life having lost 9.7% of his birth weight continuously and exclusively breastfeeding with a mother whose milk had not come in. These are routine and unremarkable findings in newborn babies discharged home to exclusively breastfeed. At this time, there are no studies using standardized developmental testing or serum markers of starvation that show that allowing babies to lose up to 10% of their birth weight protects them from brain- and life-threatening complications, despite wide-spread perception that it is normal for exclusively breastfed babies to lose. Therefore, Landon’s mother was given no instruction to supplement. He was discharged with next-day follow-up."

17 março, 2017

2 meses e 2 semanas.

Tenho estado ausente.
Muito que fazer, alguma desinspiração, e o início da minha atividade laboral (ainda que a partir de casa), têm feito com que não venha aqui desabafar, contar as peripécias do nosso dia-a-dia, e deixar as minhas memórias destes primeiros meses.

Posso dizer que está bem mais calmo daquilo que foi o nosso primeiro mês. Estamos mais confiantes, confiamos mais no nosso instinto, e também nas pessoas à nossa volta.
Contudo, temos tido muito acompanhamento médico - o que por um lado é bom, por outro também é muito cansativo, e exasperante. É ir com elas ao Centro de Saúde, ao Pediatra particular, e às consultas de Follow-Up na maternidade. Felizmente que temos estas possibilidades. É verdade. E muitas vezes (a maior parte das vezes) é uma ajuda. Outras vezes só serve para stressar.

Continuamos na nossa luta do ganha peso. Felizmente não é o ganha-perde. É o ganha o suficiente, ganha menos do que o suficiente. Come bem ou não come bem. Faz cocó ou não faz. E muitas (muitas!!!) opiniões diferentes, mesmo entre os profissionais.

Posso dizer, que estou mais relaxada nestes assuntos. Não come é porque não quer, não vale a pena stressar. Não faz cocó hoje, faz amanhã. E elas estão saudáveis e bem. Isso tenho a certeza.

Tem sido muito muito bom ser mãe destas gordinhas. Fora algumas cólicas e alguns dias menos bons (nomeadamente nas vacinas!), estas meninas são uns anjinhos. Deixam os pais dormir, são meiguinhas e felizes.

Tenciono vir agora aqui mais vezes falar dos nossos dias e dos assuntos que nos assaltam.
O que querem saber??

26 fevereiro, 2017

Vida.


No ventre de uma mulher grávida, dois bebés falavam:

- Acreditas na vida pós-parto?

- Claro. Tem que haver alguma coisa. Se calhar estamos aqui a preparar-nos para o que vamos ser.

- Disparate! Não há vida depois do parto. Como é que seria verdadeiramente essa vida?

- Não sei, mas com certeza deve haver mais luz que aqui. Talvez até consigas andar com os próprios pés e comer com a própria boca.

- Isso é absurdo! Andar é impossível! E comer com a boca!? Completamente ridículo! O cordão umbilical é que nos alimenta. Só te digo isto: A vida após o parto não é possível. O cordão umbilical é muito curto!

- Eu cá tenho a certeza que há alguma coisa. Com certeza apenas diferente daquilo a que estamos habituados aqui.

- Mas nunca ninguém voltou de lá para contar... o parto é o final e mais nada! Angústia prolongada na escuridão.

- Bom, não sei como é que vai ser depois do parto, mas tenho a certeza que a Mãe vai tratar de nós.

- Mãe? Acreditas nisso!? E onde é que ela supostamente está?!

- Onde? Em tudo à nossa volta! Vivemos nela e através dela. Sem ela nada existiria.

- Eu não acredito nisso! Nunca vi Mãe nenhuma porque simplesmente não existe.

- Então, mas quando estamos em silêncio não a consegues ouvir cantar e falar? E não a sentes a afagar o nosso mundo? Sabes, eu acho mesmo que nos espera a vida real e que esta é só uma preparação para ela...

- Esquece! Isso são aquelas tretas da fé...

(autor:??)

10 fevereiro, 2017

Carta à M.


1 mês.
Minha bebé furacão.
Não imagino o que passaste na minha barriga... mas desde que estás cá fora, és a força da natureza personificada. 
Foste o meu ponto fraco... e foste tão forte! És a bebe mais perfeitinha... que olhos tão expressivos! Que postura tão determinada. E choras. Tu choras quando tens fome, quando tens frio, quando tens cólicas e quando não estás bem.
Para mal dos pecados do teu pai, não gostas muito de chupetas. E olha que ele já comprou literalmente todas as chupetas do mercado. Todas as marcas, de todos os materiais e cores. 
Não sabemos bem com quem és parecida... mas és muito delicada e perfeita! Se não nos puséssemos a pau, ficavam contigo lá na UCIN. 
Adoras colinho. E que falem contigo. O avô conta-te sempre as notícias do dia, e adora falar-te do Donald Trump...
Acho que as pessoas te acham mais delicada, mas não te conhecem como eu. Ninguém te passa a perna.
És a nossa refilonazinha, o nosso mau feitio (sais ao pai, diz ele). 
1 mês e já mudaste a nossa vida toda. Para sempre. 
Obrigada minha bebé.

Carta à C.


1 mês.
Minha bebé mais querida! 
Tu és a nossa lotinha. O bebé mais fofo. Raramente choras - só quando te mudam a fralda ou quando te cai a chucha de noite.
Se tens fomes, mexes-te muito. 
És, como dizem, um Pachá. O verdadeiro come e dorme. Quando nos abres os olhinhos fazes-nos o gosto. És tão serena. 
Gostas muito de festinhas e de nos agarrar nos dedos (será culpa da Bivó?). 
És a cara do teu pai em pequenino... e tens as mãos dele também. Mas tens a cor do cabelo da mãe, e o seu bom feitio!! (Palavras do pai!)
Estás tão crescida!!
E nem imaginas o quão importante já és para nós todos. E o quanto foste importante para mim nos primeiros dias da tua vida, quando a tua irmã esteve internada. Foste a minha força. Nas correrias do dia a dia, ao fim do dia eras só para mim (e para o pai!). 
1 mês e já mudaste a nossa vida toda. Para sempre. 
Obrigada minha bebé.